Porque o futebol de Brasília caiu tanto nos últimos anos?

O futebol em Brasília há muito tempo enfrenta dificuldades, o reflexo disso, é a falta de interesse por parte da maioria dos torcedores candangos, existem vários motivos:

– Falta de organização, estádios ruins, a não cobertura da mídia local, geralmente esse trabalho é realizado só na final do campeonato candango.

O governo tem uma grande parcela de culpa nessa história, há muito tempo, não apoia o futebol em Brasília, isso reflete na falta de valorização dos jogadores. Entretanto, nos principais centros futebolismo do nosso país, principalmente, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, a maioria dos jogadores é valorizado, enquanto isso, muitos que atuam no futebol candango ficam no anonimato, e longe de desfrutar, os holofotes da fama, portanto, vivendo apenas com um salário mínimo.

Por se se tratar da Capital Federal, Brasília deveria organizar um grande campeonato. Quando no passado não distante, no final da década de 90, vivemos o auge do futebol em Brasília, tinham dois legítimos representantes no cenário nacional, o Gama, e no início de 2000, o Brasiliense, naquela época, tínhamos apoio do governo, o Gama trabalhava as divisões de base, revelando muitos jogadores, e o Brasiliense contava com o apoio dos empresários.

Com o passar do tempo, acerca de há 12 anos atrás, ficamos a margem do futebol no cenário nacional, hoje figuramos apenas, o direito de disputar a série D do campeonato brasileiro.

Observem abaixo, as últimas participações do Gama e Brasiliense, no Campeonato Brasileiro da (1º) Divisão:

— Gama: 1999/2000/2001/2002
— Brasiliense: 2005

Portanto, há 12 anos não participamos do Campeonato Brasileiro da 1º Divisão. Por outro lado, existem pessoas da imprensa e dirigentes que lutam diariamente pelo futebol e que querem fazer um grande campeonato, mas esses, infelizmente, são atrapalhados por alguns que não querem deixar o futebol crescer.

Com tantas dificuldades, vários profissionais que atuam nos meios de comunicações, como exemplos, do rádio, muitas vezes, retiram do seu próprio bolso o dinheiro para arcar com despesas nas coberturas dos jogos, com a esperança que um dia este cenário possa mudar.

Além de estarem insatisfeitos com seu próprio time, restam aos torcedores esperar por melhores dias, como, por exemplo: ingressos mais acessíveis, sorteios de brindes nos estádios, jogadores com melhores qualidades, atrativos que possam reaproximar torcedores e clubes.

É obvio que tudo é questão de organização, é inadmissível assistirmos da arquibancada, o descrédito do futebol candango, e não tomarmos nenhuma providência, só será possível reerguer o futebol em Brasília, através de mudanças drásticas, presidentes, diretores e dirigentes, de todos os clubes, sem exceções, devem se unir em prol da salvação do futebol de Brasília.

Em fim, é difícil contar com a presença de torcedores nos estádios de Brasília em decorrência da falta de organização, deixamos a seguinte pergunta: “É possível acreditar, que o governo, televisão, rádios, empresas, irão bancar um campeonato, que os donos não conseguem organizar a sua própria casa?”. Não é questão de ser pessimista, contra fatos não existem argumentos, a cada ano que passa, temos estádios sem torcedores, é preciso enfrentar os problemas de frente, não deixe o futebol candango morrer, existem soluções, com responsabilidade e competência, é possível resgatar as glórias do futebol em Brasília.

Be the first to comment

Leave a Reply